E agora, onde investir??? Parte 2

Bom, se vc ficou curioso com o a Parte 1, aqui vai a pergunta q vc talvez tenha: como faço para me safar dessa crise? Bom, não vou dar os detalhes até porque isso vale dinheiro, se alguém se interessar eu presto consultoria, mas aqui vão algumas dicas.

  • operando via home-broker, com um bom capital de giro aliado a instabilidade no mercado, vc pode vender no dia que subiu 5% e comprar no outro que caiu 4%, por exemplo. Imagine fazendo isso varios dias por mês. É claro que vc n vai acertar sempre, mas assuma o erro e parta pro ataque para recuperar o prejuízo.
  • commodities e consumo estão em baixa, pois a crise afeta diretamente eles, mas o setor de infra-estrutura, construção civil e empresas que exportam estão em vantagem, porque:
    • a crise obriga “arrumar a casa”, ou seja, tem que investir e infra-estrutura,
    • todos colocaram seus ganhos da bolsa de valores nos imóveis, o clássico investimento seguro e rentável, herdado dos grandes latifundiários do período colonial
    • e a alta do dólar gera grande fluxo de caixa na exportadoras.

E nesses tempos de instabilidade no mercado financeiro, onde se tornou costumeiro o pregão oscilar mais de 5% de um dia para o outro ou até no mesmo dia. As pessoas que acompanham o mercado e conhecem já perceberam um certo movimento periódico nos gráficos, que só é quebrado pelas notícias e resultados que são divulgados e interferem diretamente, mudando assim o ritmo do mercado.

Ou seja, vc pode escolher entre ser mais um na multidão ou se destacar e assumir o risco, eu vou investir em opções, alto risco mas alta rentabilidade. Mas estude muito antes, porque quanto mais conhecimento e experiência, menor é o risco e consequentemente maior é o lucro.

Bom, muitos podem discordar, mas em tempos de crise é que as oportunidades surgem. Outra boa idéia é descobrir qual vai ser o ramo de negócio que vai ter as oportunidades geradas pela crise e apostar em uma empresa… gostei disso.

Então é isso, preciso olhar uns gráficos, uns resultados do mercado e começar meu plano de negócio. =p

E agora, onde investir??? Parte 1

Depois de um ano o qual eu nunca tinha visto igual (economicamente falando), fica a incógnita para um mero jovem: onde investir o dinheiro?

Poupança é segura mas rende pouco. CDB é seguro tb, rende mais, mas a taxa de administração e o “trancamento” do dinheiro o torna não muito atrativo. Fundos de investimentos pode ser uma boa saída, pois são administrados por corretores com conhecimento específico… Arghhhh!!! detesto deixar os outros fazerem aquilo q eu posso fazer melhor. Por isso opto pela última opção, a mais atraente para um jovem, dinâmico, ousado e inteligente, são ações e opções, renda variável, investimento de risco.

Comprar imóveis no DF não é muito fácil, temos uma supervalorização, a não ser nas cidades satélites, onde pode conseguir uma preço bom, pode se conseguir, não é certeza. Ou um imóvel em um lugar estratégico que vc saiba que vai ser valorizado em pouco tempo.

A notícia do momento é: os papéis estão baratos, mas o mercado só vai se recuperar por volta do segundo semestre. É ruim pq vai demorar, mas até lá pode se galgar um dinheiro para então investir pesado. Mas não é isso que o governo quer, ele e o mercado precisam que nós façamos o dinheiro girar. Aí fica sua escolha, vc vai ser egoísta e vai poupar seu dinheiro ou vai ser um beija-flor tentando apagar um incêndio? Bom, eu opto por uma outra opção, vou ao mesmo tempo poupar e gastar, ou seja, poupar o que posso e investir esse dinheiro. Pois o mercado está barato e esperando por investimentos.

E como disse o Sardenberg no blog dele, o governo vive um dilema, ou dimunui os impostos para sobrar mais dinheiro na mão do povo e faz a economia circular ou ele mesmo investe diretamente em infra-estrutura, para que bases sólidas sejam construídas e o governo se sustente sobre elas. Mas na primeira opção tem a chance de todos pouparem e a economia não fluir e na segunda temos o tempo como impecilho, pois os resultados não são imediatos.

“E agora José?”