Motociclista sempre corre riscos – Homenagem ao Fábio Pompermayer

Vou postar este texto que vi no fórum do KNB em homenagem ao Fábio Pompermayer. Não o conhecia, mas pela vivência no fórum sei que era um grande motociclista, consciente, equilibrado e mesmo assim veio a sofrer um acidente e falecer. Todos motociclistas de Brasília estão muito sentidos com essa perda. Que o Fábio esteja em um bom lugar e que Deus abençoe sua família e todos amigos motociclistas que ele conquistou.


“Pilotar motocicleta entre o céu e o asfalto é correr risco de não ter tempo pra mais nada.
Pegar a estrada com irmãos de fé e destino é correr risco de não querer voltar mais.
Ajudar um motociclista na estrada é correr risco de conquistar sua amizade e cumplicidade para sempre.
Contar as tuas histórias de motociclista pra outrem é correr risco de libertá-lo de uma escravidão e transformá-lo em motociclista.
Defender teus sonhos e ideais no motociclismo é correr risco das pessoas entenderem porque elas fazem terapia.
Seguir a tua paixão sem medir pequenas consequências é correr risco de se livrar de um monte de grandes consequências.
Viver a todo momento sobre uma motocicleta é correr risco de não conseguir mais sair de cima dela.
Estar de motocicleta numa estrada desconhecida é correr risco de descobrir gente e lugares que jamais esqueceremos.
Vida sem riscos não faz sentido, sem muito sentido é viver a vida sem riscos.
É possível viver a vida sem correr nenhum risco, sem risco entre sonho e pesadelo, sem risco entre confiança e insegurança, sem risco entre atenção e desprezo, sem risco entre existir e vegetar, sem risco entre nada.
É possível viver a vida sem correr nenhum risco, pra evitar sofrimentos e desilusões, mas que só evitam riscos, e grandes oportunidades.
De sentir, de aprender, de mudar, de crescer, de amar, de viver.


Corram riscos de motocicleta, mas não com a motocicleta.
Façam as suas escolhas e boa viagem.”


[Atualizando] texto original escrito pelo Reinaldo Brosler


13 thoughts on “Motociclista sempre corre riscos – Homenagem ao Fábio Pompermayer”

  1. Grande Homenagem, Guilherme. Em nome do KNB-Brasília, agradeço a sua iniciativa. Sei que onde quer que o Fabio esteja, ele está olhando por todos nós. Grande Abraço, PH.

  2. Grande amigo, grande irmão, grande filho, grande pai, grande marido… Fabão isso ainda é pouco perto da grande pessoa que vc era. Parabéns pela homenagem ficou linda.

  3. É isso aí pessoal, eu não o conhecia, mas somos irmãos de duas rodas. Falaram que ele prezava muito pela segurança e temos que continuar batendo nessa tecla. Um abraço para todos.

  4. Belas palavras e uma merecida homenagem ao grande homem e amigo que foi esse homem. Saudades eternas!

    Carlos Etiene (KK)

  5. Deus não erra. É muito dificil entender o fim de uma vida quando ela está apenas começando. No entanto quando oramos, dizemos a Deus que seja feita a SUA VONTADE. E agora, corremos para os braços desse DEUS para encontrar consolo. Vá em paz Fábio, aqui ficaram pessoas que te amam demais e vc terá orações de todos.

  6. Eu o conheci muito e sei que onde quer que ele esteja estará melhor que nós… Linda sua homenagem.

  7. Meu saudoso amigo Fábio, carinhosamente conhecido na Universidade de Engenharia que estudamos no interior de São Paulo, como Brasília.Fiquei muito triste ao saber desta notícia, mesmo que sendo todo este tempo após ao fato ocorrido. Eu e o Fábio eramos muito amigos…Fomos para a festa do Peão de Barretos em 1996….Grande perda mesmo. Meus sentimentos a Família (Pais e irmãos) e que Deus esteja sempre ao seu lado…pois você merece….Fica com Deus meu irmão….Ricardo Franzoi

Leave a Reply

Fill in your details below or click an icon to log in:

WordPress.com Logo

You are commenting using your WordPress.com account. Log Out /  Change )

Google photo

You are commenting using your Google account. Log Out /  Change )

Twitter picture

You are commenting using your Twitter account. Log Out /  Change )

Facebook photo

You are commenting using your Facebook account. Log Out /  Change )

Connecting to %s